TUGA EM DUBLIN

A ideia de escrever este blog surgiu depois de ter abandonado o Porto e ter vindo para Dublin... Como sou mais um licenciado tuga a trabalhar fora de Portugal, quero relatar aqui a minha experiencia por estas terras Celtas... Tendo em conta que já somos muitos por essa Europa fora, criem o "Tuga em Amsterdao", o "Tuga em Madrid", o "Tuga em Paris", o "Tuga no Luxemburgo", o "Tuga em Genebra", o "Tuga em ......"

Friday, March 21, 2008

St. Patrick's Day. Nota mental: proximo ano ir para outra cidade




Mais uma vez passaram mais de dois meses desde que actualizei o blog pela ultima vez...
Mas lá está a ultima coisa que me apetece fazer quando chego a casa depois do trabalho é olhar para o computador... É que depois de 8 horas frente a um monitor nao há pachorra para mais... Lá diz o povão "casa de ferreiro, espeto de pau"...
Mas a razao deste post prende-se com o dia de St. Patrick.
O S. Patrício é o santo padroeiro da Irlanda, portanto por aqui esta altura é muito semelhante ao dia de S. João no Porto. Alias o dia não é só festejado por aqui. Em New York as celebrações são bem mais de arromba, pois há mais irlandeses em N.Y. que em Dublin (lol).
Apesar de este ser o meu primeiro dia de St. Patrick senti-me defraudado.
Primeiro esperava ver o rio Liffey tingido de verde como acontece com o rio Hudson em N.Y. e tal não aconteceu.
Segundo a cidade estava a abarrotar pelas costuras com tanta gente pelo que passei mais tempo á procura de um lugar de onde pudesse observar decentemente o St. Patrick´s Parade (ou Cortejo do S. Patricio) do que a assistir ao cortejo propriamente dito. Não percebo porque tantos turistas vieram de proposito para o desfile, será que eles já ouviram falar no Carnaval do Rio ou de S. Salvador da Baia? Se vieram pelo espirito irish então deviam ter ido para N.Y. e tirar partido do valor baixissimo do dolar, pois como já disse há lá mais irlandeses do que aqui em Dublin.
Um jornal gratuito noticiou que mais de 600 000 pessoas assistiram ao desfile. Não sei como chegaram a esse numero mas era penoso circular nas ruas por onde o cortejo passou. Primeiro não só tinha que me desviar das inumeras formigas que populavam as ruas como evitar as poças de excreções gregorianas fruto dos excessos etílicos próprios destas alturas festivas (não estivesse eu na Irlanda.. eh eh eh).
Esse mesmo jornal gratuito chamado METRO (que original) publicou os resultados de um inquerito onde dizia que 60% das pessoas achavam que o dia de St. Patrick era apenas uma desculpa para beber muito e muito depressa. Portanto nao admira que por volta das 10AM já só se viam sorrisos de orelha a orelha e andares esgaseados em super slow motion. Além disso houve uns putos de 10 anos que com ainda algum sangue no alcool decidiram celebrar o St. Patrick á maneira deles tombando alguns postes e incendiando alguns carros... (sim 10 anos...nao é um typo).
Acho que o governo irlandes devia pensar em medidas para combater o problema da violencia infantil e uma das medidas devia passar pela censura de serviços noticiosos sobre a França, pois estes têm uma má influência nos cachopos.
A proposito de governo irlandes parece que o primeiro ministro está em maus lençois com o fisco tendo já comparecido em tribunal para justificar donde vieram certos rendimentos (ou luvas)... Estou a tentar imaginar um cenario semelhante num tribunal portugues mas com o Cavaco, o Soares, o Guterres, o Sócrates, o Santana ou o Barroso sentado no banco dos reus... Acho que isso nao acontecerá no meu tempo... Visto que nem no Paulo Portas tocam....
Voltando ao desfile, houve alguns pontos altos. Foi divertido ver as jeitosas irlandesas (vulgo ogrezinhas) de presunto ao leu e com os pneus a pender das cintas das saias. Relamente há coisas que um gajo prefere nao ver. É nestas alturas que a nostalgia nos invade e ficamos saudosos das brasileiras. E se por uns momentos este pensamento me acorreu, as minhas preces foram ouvidas pois alguns carros alegoricos depois apareceu uma escola de Samba. Ainda bem que Dublin se está a tornar multi cultural, pois a "fauna local" deixa muito a desejar.
O colorido do desfile constratava com as ruas todas num monocromático verde vivo com muitos dos curiosos ostentando chapeus vikings com tranças, chapeus de leprechaun e uns calções em forma de nádegas sendo numa das nádegas ostentada a frase "Póg Mo Thón". Para os mais desatentos esta é a expressao gaélica mais famosa que quer dizer "Kiss My Ass" ou "Kiss Mee Arse" com sotaque mais irish...
NOTA MENTAL: no proximo ano, apos aprender com o erro deste ano, ir passar o St. Patrick's day numa cidadezinha mais pequena, talvez no Oeste da Irlanda.
Bem mas chega de devaneios que se faz tarde, deixo-vos com algumas fotos da parade e mais tarde hei-de fazer um best of das fotos da Irlanda... Por falar nisso devia colocar no olhares fotos dos paises que já tiveram o privilégio de contar com a minha presença (lol).

Cheers Mates!














Sunday, December 30, 2007

Segredo da Prosperidade da Irlanda

Sei que já não actualizo o blog há algum tempo, mas esta quadra Natalicia em Dublin é dura de aguentar.
Primeiro os inumeros "jantares" de Natal das empresas têm sempre um impacto muito forte na figadeira... Nem sei porque ainda lhes chamam "Xmas dinners"... Acho que deviam alterar o nome para "Xmas booze" ou "Xmas binge drinks"... É que isto de o boss deixar o pessoal no PUB com um cartao de crédito com plafond de 1000 E para gastar em bebidas "á la gardere" quando já só estao 20 resistentes, dá muita "pint" por borrachao....
Portanto pode-se dizer que estas duas semanas passaram depressa: muitos feriados pelo meio, muitas ressacas, muitas horas a dormir para estar pronto para outra....
Valha São Gurosan e São KGB (as pastilhas)....
A propósito do enorme consumo de alcool por estas paragens, comprovado pela enormidade de ambulancias que constantemente andam pelas ruas a transportar indeviduos ébrios quase em coma alcoólico (Imaginem uma queima das fitas, mas a decorrer numa cidade inteira e durante o ano todo e já tem uma ideia do que se passa em Dublin), vou tentar chegar ás razões porque a Irlanda conseguiu dar o salto.
Claro que as ruas de Dublin exibem as tradicionais decorações de Natal sendo sempre acompanhadas no chao por "samples" de comida (aka vómito) tipicamente Natalicia: chicken tika, burgers, hot dogs, shop suey, pizza... Mas onde raio anda a comida tipicamente irish? Ah... pois... a Irlanda é conhecida pela cerveja e pelo whiskey... Nao pela comida....
Mas pelos vistos andar bebeado de caixao á cova e´bom para a economia (veja-se o indice de poder de compra por estas paragens já nos 146% em relação á média da UE, ou seja o dobro de Portugal).
Portanto sugiro que em Portugal se adopte semelhante estratégia...
Mas pelos vistos isso já está a acontecer, pois em Lisboa já se adiantaram e já há bares onde só menores de 18 anos podem entrar para beberricar shots e "spirits" à fartazana....
Portanto nesse campo aposto em como daqui a 10 anos ou assim, já devemos andar a lutar taco a taco com a Irlanda, o Luxemburgo e a Hungria pelo pódio dos mais borrachoes na Europa...
Outra coisa que penso que definitivamente tem contribuido para o salto Irlandês foi o investimento na educação e ao mesmo tempo a falta de educação dos Irlandeses...
Passo já a explicar esta aparente contradição.
No espaço de uma geração conseguiram transformar um pais de agricultures sem estudos, num dos paises com mais graduados da Europa e onde o seu sistema de educação ombreia lado a lado com os grandes: Holanda e Finlandia.
Em Portugal tambem se consegui um efeito semelhante: no espaço de uma geração já há excesso de licenciados e vêem-se gregos para encontrar traballho (muitas vezes precário).
Por isso para aliviar o mercado desse excesso, eu e muita boa gente emigramos e assim fizemos um favor a nós próprios e ao pessoal que vai ficando...
Apesar deste aumento de educação, os Irlandeses são um povo em que as 'etiquetas' passam completamente ao lado e sem pudor nenhum... Estão a ver os 'atinadinhos' dos suiços? Pois, são o oposto! Nao exitam minimamente em cuspir para o chão, deitar lixo para o chão ou ou deixar lixo nos autocarros ou nos comboios... Dizem eles, que têm de dar trabalho ao pessoal da limpeza pois senão eles vão para o desemprego... Uma boa medida para fomentar o emprego, sem duvida... No reverso da medalha Dublin é uma cidade que parece estar sempre suja, apesar de ser limpa constantemente...
Bem podem ver não é só o tuga que tem este tipo de comportamento...
Alias, isto é mais uma coisa muito semelhante entre Portugal e a Irlanda...
Além disso tudo em Dublin é bastante antigo e velho... Os Pubs, muitos parecem que o tecto vai cair a qualquer momento... E acho piada ver as irlandesas todas enpiriquitadas simplesmente para ir a uns PUBS (ou tascos) muito bolorentos entornar umas cucas...
Os comboios suburbanos (D.A.R.T.) parecem os antigos comboios da linha da Póvoa... E além disso na década de 80 a Irlanda também era governada por uns inergumenes com falta de visão (Sim não é só em Portugal que eles existem) que decidiram desmantelar a maior parte das vias ferreas que atravessavam o centro e passar a usar o BUS como meio de transporte no centro... Claro isto numa altura em que toda a gente fugia da Irlanda, até se calhar não fez diferença.... Mas agora com a invasão que houve destes ultimos 5 anos percebe-se que BUS e cidades grandes não casam muito bem....
Portanto mais uma coisa em comum entre Portugal e Irlanda: falta de visão.
O problema é que essa falta de visão ocorreu aqui há 20 anos atrás, ao passo que em Portugal ainda acontece nos dias de hoje (ou será que os politicos têm é visão a mais? Mas só para os seus interesses pessoais...)
Outra coisa interessante é que não é so o TUGA que tenta viver á pala do Estado.
Aqui a "mama" ainda é melhor: o estado paga a renda e dá 200 E por semana... Ora bem já com a renda paga 867 E por mês é um bom convite a não fazer nenhum. Pois o que é caro aqui são as rendas, o tabaco, o alcool e comer fora. Com as rendas pagas, com esse $$$ consegue-se estar na boa, sem stress nenhum. Dai que nao admire que o meu chefe diz que conhece muita gente que não trabalha porque não se está para chatear e vive á conta do Estado. Além disso em 5 anos a taxa de mães solteiras por aqui aumentou 40%... Pois porque será ?
Ou seja, mais um aspecto em tudo semelhante a Portugal.
Quanto a palavra de ordem 'produtividade' pelo menos deu para perceber que os Irlandeses são muito relaxados e sempre sem grandes pressas, nem pressoes. Muitas vezes depois de uma noite de copos ligam para o trabalho a dizer que estão "doentes" e faltam. O melhor é que esses dias ("sickies") são pagos na mesma e não é necessária nenhuma justificação até dois dias consecutivos... E pelo que li num jornal em média cada trabalhador falta ao trabalho 8 dias por ano ("throw a sickie")... Ou seja na realidade tem-se 30 dias úteis de "férias" anuais...
Até se pode dizer que é uma mistura de Alentejanos com AAs... Não é que pretenda insultá-los com esta afirmação, mas comparado com Portugal onde se trabalha horas a fio "off the record" e nunca se tem tempo para nada, nem para vida pessoal nenhuma; não me lembro de melhor alusão neste momento... Mas isto é dito num bom sentido: "Relax and no stress... Have a pint of guinness in the meantime". Posto isto duvido que a produtividade por estas paragen seja muito alta... No entanto não é por isso que a Irlanda não deixou de dar o salto de buraco do Norte da Europa, para o que é hoje... Sendo assim o problema de Portugal não está na baixa produtividade como muito boa gente vem sempre atirar isso para os nossos olhos...
Se calhar o problema está nessa mesma gente que constantemente nos atira isso para os olhos...

Em resumo o segredo do sucesso da Irlanda parece estar em as pessoas serem relaxadas e irem fazendo as coisas com tempo, não ligarem a 'etiquetas' de comportamento e pelo meio irem emborcando umas pints...
Ou seja o problema de Portugal não me parece ser a falta de civismo, nem o querer enriquecer á custa do euro-milhoes e não do nosso trabalho...
Aliás conhecem alguem que tenha enriquecido á custa do trabalho? Eu não.
As pessoas enriquecem á custa de negocios... Nunca do trabalho...
Conforme vêm, a Irlanda deve ser o pais mais "latino" do Norte da Europa em termos de comportamento e mesmo assim saiu do buraco...

Friday, November 23, 2007

Espirito Natalicio em Dublin







Uma imagem vale por mil palavras. Claro que as garrafas estao vazias. Mas e' boa ideia para reciclar o vidro....


Ja agora fiquei a saber q nas festas de jantar de Natal das empresas nos hoteis, muitas pessoas ficam nos quartos dos hoteis durante a noite... Pois conduzir nessas condicoes pode-se revelar muito complicado....






Dublin ja nao 'e a capital do alcool

Bem, ontem li algo que me deixou particularmente desiludido com Dublin.
Entao os Irlandeses ja' se deixaram ultrapassar no consumo de alcool per capita pelo Luxemburgo e pela Hungria?
Isso 'e um sinal que os emigrantes nao estao a ser integrados convenientemente!
Eu sugeria q um "new comer" tivesse direito a um free pass valido por uma semana em todos os Pubs de Dublin para se ir ambientando... eh eh eh
Mas pela amostra que vi no dia em que a Inglaterra foi eliminada, esse dia decerto vai fazer subir a media na proxima contagem....
Caso para dizer: "melhor que ganhar e' ver os ingleses a perder".
Alias nos tugas tambem nao gramamos nada os bifes... razoes historicas.
Mas fiquei triste pois em jogos oficiais Portugal-Inglaterra o resultado e' sempre o mesmo desde 66... Sendo assim o nosso "jogo facil" esfumou-se.

Falando no Luxemburgo, essa cidade-estado (ou pais) aparece lider em tudo o que e' ranking da UE: pais com maior poder de compra, pais com mais riqueza por habitante, pais mais borrachao.....
Alguem faz ideia do q se passa no Luxemburgo?
Sei que 20% da populacao do Luxemburgo e' portuguesa, mas so conheco uma pessoa q tenha la estado, e foi para a belgica pois ja nao aguentava estar mais tempo la.
O feedback que tive e' que se ganha bom dinheiro, mas passado 6 meses estas a trepar pelas paredes pois nao ha nada para fazer a nao ser olhar para um extracto bancario gordinho.
Deve ser por isso que eles ficam em casa a enfrascar? Nao sei.
Mas por acaso queria saber porque raio eles aparecem destacadissimos do resto da UE com mais do dobro do poder de compra da media da UE.

Sera' que e' porque tudo o que e' empresas de actividade financeira e de jogo terem a sede la, devido aos baixissimos impostos? E como ha' poucos habitantes o PIB aparece inflaccionado brutalmente?

Saturday, November 17, 2007

Dublin e Dubliners vistos por um tuga do Norte

No meio do mesclado de raças e culturas que Dublin se está a tornar, ainda é muito facil reconhecer um irlandes. De facto certos hábitos saltam mesmo à vista:
- Se vires alguem sentado no meio de uma rua movimentada ou num Jardim de Dubin a tentar levantar-se do chão e a tarefa se mostrar complicada; é Irlandes. De facto cenas destas até se vêm aos Sabados e Domingos ás duas da tarde. É impressionante a quantidade de alcool que estas esponjas absorvem. Provavelmente é por isso que andam sempre bem dispostos. Até nos guias turisticos vem frases como "visite os monumentos de tributo ao alto consumo de alcool em Dublin". Nao há dúvidas, Dublin e´a capital do alcool; e pelos vistos do rock, pois Londres tornou-se brit-pop ou pimba se preferirem.
- Se vires alguem a queixar-se do clima e de quão suja a cidade está, há duas hipoteses:
...... A) Se ele também se queixar que os irlandeses/as são feios/as então é um dos muitos estranjas que por aqui andam (provavelmente polaco/a).
...... B) - Se disser que as irlandesas sao feias enquanto está com uma pint na mão e que bebe tanto para esquecer o quão feias elas são, então é irlandes.
...... C) - Se se queixar que os homens em geral são uns brutamontes enquanto entorna uma pint para ganhar coragem para meter conversa com um, entao é irlandesa...(Ah! E se for feia! E usar umas micro-saias... tambem conhecidas como cintos)
- Se vires toda a gente na rua de T-shirts verdes a dizer Ireland então é porque é fim de semana (semelhante ao fascinio que os tugas sentem pelos fatos de treino)
- Se vires um bando de gente vestido de galochas e impermeável em Agosto, a culpa é dos festivais de verão.
- Se vires 3 pessoas a sairem de um PUB em frente a uma igreja à uma da tarde andarem em zigue-zague e a dizerem:
"Até parece dia... Parece que estao a sair agora da discoteca de manhã..."
Isso são portugueses que já estão em Dublin há algum tempo e já estão totalmente integrados.


Outros hábitos curiosos que nos apercebemos quando conhecemos irlandeses:
- Apoiam as equipas da liga inglesa como se fosse a própria liga irlandesa (até vestem a camisola, literalmente) e ao mesmo tempo detestam os ingleses e culpam-nos de todas as desgraças por que a Irlanda passou no passado. Comportamento coerente, sim sr!
- Numa sexta feira fazem sempre a pergunta magica: "Any plans for the weekend?"
- No trabalho saem as 17:30 em ponto pois nao sao pagos para fazer horas extras (como eu adoro isto... assim nao há regime de preto para ninguém como em Portugal, onde ás vezes se trabalha 12 ou mais horas e fins de semana, á borla)
- Em cada 2 frases dizem "that's grand!" ou "thanks a million". Alias sao tao simpaticos/as que chegam a irritar.
- Qualquer motivo e' valido para ir para o PUB com os colegas, entornar umas valentes pints de guinness ou de sidra:
a - despedida de algum colega, porque vai trabalhar para outra empresa
b - inicio e fim do Verao na Irlanda
c - team building (esta é genial)
d - regresso à mesma empresa de alguem que saiu para outra e arrependeu-se (Nao há nada como ter opções e arranjar-se trabalho enquanto se estala os dedos)
- No tram ou comboio andam sempre na mao com um cappuccino ou machiatto num copo de papel XL tapado para nao entornar
- Em qualquer sitio por onde andem em dia de trabalho andam sempre de phones enfiados nas orelhas: na rua, no tram, no bus, nos cafes....
- Comem uma sandwich ao almoço pois o pequeno-almoço foi extra-reforçado: tostas de queijo e bacon frito com tomate gralhado, ovo mexido, feijão cozido e porridge (papas de aveia)
- No trabalho se chegam de viagem trazem doces da região onde esteve. O resto do pessoal pergunta logo pelo alcool dessa região e porque não trouxeste bebidas em vez dos doces.